Quarta-feira, 12 de Maio de 2010
publicado por JN em 12/5/10



1.
Dois meses e meio depois do fim de As Escolhas de Marcelo, Marcelo Rebelo de Sousa continua sem programa. Para os telespectadores, é uma perda: com o Papa em Portugal, o Mundial no horizonte, Passos Coelho ganhando bareme e os mercados bolsistas a brincar às montanhas russas, seria interessante contar com os seus esforços para descodificar, situar e estimular. A questão é se, sabendo o que sabe hoje, Marcelo teria rejeitado o convite da RTP para permanecer segundo “outro modelo”. E, aliás, se esta reaproximação à estação pública, via Prós E Contras, não significa que já se cansou de esperar pelo convite da TVI.


 


2. É difícil, para quem está de fora, perceber o discurso de Zeinal Bava. Diz o presidente da Portugal Telecom que o Meo está a pagar mais do que a Zon pelos conteúdos SportTV e, entretanto, desafia a uma intervenção do regulador para acabar com aquilo a que chama “comportamento irracional”. Por outro lado, ele próprio alimentou, com a exclusividade do Canal Benfica, a instalação de um clima de concorrência que acabou por prejudicá-lo – e que, aliás, prejudicou o telespectador. Para quê, agora, mudar as regras a meio do jogo?


 


3. O reforço dos conteúdos do canal Q, incluindo Inimigo Público (de Joana Cruz), Caça ao Cómico (de Rui Unas) e Melancómico (de Nuno Costa Santos), é mais uma boa notícia para o desenvolvimento da IPTV em Portugal. O Q não mudou a televisão portuguesa – e, se a mudar, será apenas sensivelmente. Mas um dia, quando se fizer a história dos passos que ela deu em direcção à modernidade, o seu nome não será esquecido.


CRÓNICA DE TV ("Crónica TV"). Diário de Notícias, 12 de Maio de 2010

Joel Neto


Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e vive entre o coração de Lisboa e a freguesia rural da Terra Chã, na ilha Terceira. Publicou, entre outros, “O Terceiro Servo” (romance, 2000), “O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas” (contos, 2002) e “Banda Sonora Para Um Regresso a Casa” (crónicas, 2011). Está traduzido em Inglaterra e na Polónia, editado no Brasil e representado em antologias em Espanha, Itália e Brasil, para além de Portugal. Jornalista de origem, trabalhou na imprensa, na televisão e na rádio, como repórter, editor, autor de conteúdos e apresentador. Hoje, dedica-se sobretudo à crónica e ao comentário, que desenvolve a par da escrita de ficção. O seu novo romance, “Os Sítios Sem Resposta”, sai em Abril de 2012, com chancela da Porto Editora. (saber mais)
pesquisar neste blog
 
arquivos
livros de ficção

"Os Sítios Sem Resposta",
ROMANCE,
Porto Editora,
2012
Saber mais


"O Citroën Que Escrevia
Novelas Mexicanas",
CONTOS,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui


"O Terceiro Servo"
ROMANCE,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui
outros livros

Bíblia do Golfe
DIVULGAÇÃO,
Prime Books
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Banda Sonora Para
Um Regresso a Casa
CRÓNICAS,
Porto Editora,
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Crónica de Ouro
do Futebol Português",
OBRA COLECTIVA,
Círculo de Leitores,
2008
Saber mais
Comprar aqui


"Todos Nascemos Benfiquistas
(Mas Depois Alguns Crescem)",
CRÓNICAS,
Esfera dos Livros,
2007
Saber mais
Comprar aqui


"José Mourinho, O Vencedor",
BIOGRAFIA,
Publicações Dom Quixote,
2004
Saber mais
Comprar aqui


"Al-Jazeera, Meu Amor",
CRÓNICAS,
Editorial Prefácio
2003
Saber mais
Comprar aqui