Domingo, 22 de Novembro de 2009
publicado por JN em 22/11/09

A intenção conta? Conta. A intenção de combater as agressões ao Planeta é boa? É. Mas um anúncio repleto de boas intenções também pode constituir um caso de publicidade enganosa. E é precisamente isso que o novo anúncio da ONG Plane Stupid, no ar em televisões de todo o mundo, constitui.


Ao longo de 35 segundos, o espectador é bombardeado pela mais gratuita violência: entre os arranha-céus de uma grande cidade, começam de repente a chover ursos polares – e esses ursos vão ensanguentando os beirais, ao caírem com estrépito do céu, até se estatelarem já mortos no chão, sobre caixotes de lixo ou em cima de automóveis. O slogan dura outros 20 segundos e diz: “Cada voo comercial europeu produz, em média, 400 kg de gases de efeito estufa por passageiro. É o peso de um urso polar adulto.”

Mentira. Não que cada voo produza, em média, 400 kg de gases de efeito estufa (ou GEE) por passageiro. Não que 400 kg seja o peso de um urso polar. Tudo isso é verdade. Mas 400 kg de gases de efeito estufa não significam, aritmeticamente, um urso polar morto. Nem uma baleia. Nem um hipopótamo. E é essa a mensagem que a campanha tenta passar: que por cada voo (se não por cada passageiro) sacrificamos mais um animal.

É importante estarmos atentos à polícia das boas intenções. O Planeta tem um problema, mas é preciso debelá-lo com honestidade. E se eu dissesse que, de cada vez que aquele anúncio passa numa TV, o senhor Gore ganha mais 400 kg de notas de dólar?


CRÓNICA DE TV ("Crónica TV"). Diário de Notícias, 22 de Novembro de 2009

Joel Neto


Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e vive entre o coração de Lisboa e a freguesia rural da Terra Chã, na ilha Terceira. Publicou, entre outros, “O Terceiro Servo” (romance, 2000), “O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas” (contos, 2002) e “Banda Sonora Para Um Regresso a Casa” (crónicas, 2011). Está traduzido em Inglaterra e na Polónia, editado no Brasil e representado em antologias em Espanha, Itália e Brasil, para além de Portugal. Jornalista de origem, trabalhou na imprensa, na televisão e na rádio, como repórter, editor, autor de conteúdos e apresentador. Hoje, dedica-se sobretudo à crónica e ao comentário, que desenvolve a par da escrita de ficção. O seu novo romance, “Os Sítios Sem Resposta”, sai em Abril de 2012, com chancela da Porto Editora. (saber mais)
pesquisar neste blog
 
arquivos
livros de ficção

"Os Sítios Sem Resposta",
ROMANCE,
Porto Editora,
2012
Saber mais


"O Citroën Que Escrevia
Novelas Mexicanas",
CONTOS,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui


"O Terceiro Servo"
ROMANCE,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui
outros livros

Bíblia do Golfe
DIVULGAÇÃO,
Prime Books
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Banda Sonora Para
Um Regresso a Casa
CRÓNICAS,
Porto Editora,
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Crónica de Ouro
do Futebol Português",
OBRA COLECTIVA,
Círculo de Leitores,
2008
Saber mais
Comprar aqui


"Todos Nascemos Benfiquistas
(Mas Depois Alguns Crescem)",
CRÓNICAS,
Esfera dos Livros,
2007
Saber mais
Comprar aqui


"José Mourinho, O Vencedor",
BIOGRAFIA,
Publicações Dom Quixote,
2004
Saber mais
Comprar aqui


"Al-Jazeera, Meu Amor",
CRÓNICAS,
Editorial Prefácio
2003
Saber mais
Comprar aqui