Terça-feira, 13 de Outubro de 2009
publicado por JN em 13/10/09

Por esta altura, contam-se as últimas histórias: uma câmara que mudou de mãos, um presidente que a população castigou, um candidato que matou o marido de outra, uma autarca quase tão velha como a própria República. Se Manuela Ferreira Leite cair, ainda teremos um pequeno balão de oxigénio: a inevitável candidatura de Passos Coelho, os pedidos de uma vaga de fundo em torno de Paulo Rangel, o olhar ao mesmo tempo distante e próximo de Rui Rio, Santana Lopes andando por aí. Depois, no entanto, acabou-se. As presidenciais vêm longe, os referendos europeus não mobilizam ninguém. É preciso encontrar outro tema.


A política vende? Vende. A informação vende, o futebol vende – e a política, hoje em dia, tem tanto de um como de outro. O ano de 2009, aliás, foi um fartote: três eleições em cenário de recessão global – a certa altura parecia que o próprio futuro da humanidade se jogava entre Rangel e Vital Moreira, entre Sócrates e Ferreira Leite, entre Costa e Santana Lopes. A TV, claro, explorou-o até ao limite: às vezes mal, outras bem – e outras ainda muito bem, com meios cada vez mais espectaculares. E, porém, acabou-se. Acabou-se, as apostas de programação da rentrée foram fraquíssimas – e, ainda por cima, não tarda começa a chover.

Ocupamo-nos com o quê, então? Pois vinha mesmo a calhar um escândalo judicial, que de resto é nesta altura (como nos ensinaram os juízes italianos) que se devem anunciar. Senhores procuradores, não haverá por aí nada pronto a sair?


CRÓNICA DE TV ("Crónica TV"). Diário de Notícias, 13 de Outubro de 2009

Joel Neto


Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e vive entre o coração de Lisboa e a freguesia rural da Terra Chã, na ilha Terceira. Publicou, entre outros, “O Terceiro Servo” (romance, 2000), “O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas” (contos, 2002) e “Banda Sonora Para Um Regresso a Casa” (crónicas, 2011). Está traduzido em Inglaterra e na Polónia, editado no Brasil e representado em antologias em Espanha, Itália e Brasil, para além de Portugal. Jornalista de origem, trabalhou na imprensa, na televisão e na rádio, como repórter, editor, autor de conteúdos e apresentador. Hoje, dedica-se sobretudo à crónica e ao comentário, que desenvolve a par da escrita de ficção. O seu novo romance, “Os Sítios Sem Resposta”, sai em Abril de 2012, com chancela da Porto Editora. (saber mais)
pesquisar neste blog
 
arquivos
livros de ficção

"Os Sítios Sem Resposta",
ROMANCE,
Porto Editora,
2012
Saber mais


"O Citroën Que Escrevia
Novelas Mexicanas",
CONTOS,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui


"O Terceiro Servo"
ROMANCE,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui
outros livros

Bíblia do Golfe
DIVULGAÇÃO,
Prime Books
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Banda Sonora Para
Um Regresso a Casa
CRÓNICAS,
Porto Editora,
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Crónica de Ouro
do Futebol Português",
OBRA COLECTIVA,
Círculo de Leitores,
2008
Saber mais
Comprar aqui


"Todos Nascemos Benfiquistas
(Mas Depois Alguns Crescem)",
CRÓNICAS,
Esfera dos Livros,
2007
Saber mais
Comprar aqui


"José Mourinho, O Vencedor",
BIOGRAFIA,
Publicações Dom Quixote,
2004
Saber mais
Comprar aqui


"Al-Jazeera, Meu Amor",
CRÓNICAS,
Editorial Prefácio
2003
Saber mais
Comprar aqui