Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
publicado por JN em 17/9/09

No fim, Sócrates tornou a ganhar. Poucos dias depois do recontro perante Clara de Sousa, José Sócrates e Manuela Ferreira Leite voltaram a confrontar-se na SIC, sucedendo-se diante de Ricardo Araújo Pereira em Gato Fedorento-Esmiúça Os Sufrágios. A comparação das duas prestações torna-se inevitável. E o que se pode dizer é que Manuela teve incomparavelmente mais piada e incomparavelmente menos graça.


Eu explico. Se Sócrates apanhou Ricardo Araújo Pereira fragilizado pelo nervosismo da estreia, Manuela apanhou-o já quase completamente à vontade. Resultado: entrou no jogo – e, provavelmente, só perdeu com isso. Para surpresa de muitos, o que a presidente do PSD disse, na verdade, foi muito mais espirituoso e bem-humorado do que aquilo que o seu adversário dissera no dia anterior. Por outro lado, foi dito num tom pouco televisivo, lento e átono, seguramente com muito menos ganhos políticos do que as sorridentes histórias de Sócrates sobre o passado de Sílvio Berlusconi como alfaiate.

Gato Fedorento-Esmiúça Os Sufrágios fica na história por duas razões (e nenhuma tem a ver com o facto de ter feito humor com a presença de candidatos a Primeiro-Ministro, que já Herman José conseguira antes). Esmiúça fica na história porque, pela primeira vez em bastante tempo, coloca a SIC no centro das atenções; e porque prova como uma das grandes conquistas desta legislatura foi a transformação de Sócrates num homem com jeito para a televisão.


CRÓNICA DE TV ("Crónica TV"). Diário de Notícias, 17 de Setembro de 2009

Joel Neto


Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e vive entre o coração de Lisboa e a freguesia rural da Terra Chã, na ilha Terceira. Publicou, entre outros, “O Terceiro Servo” (romance, 2000), “O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas” (contos, 2002) e “Banda Sonora Para Um Regresso a Casa” (crónicas, 2011). Está traduzido em Inglaterra e na Polónia, editado no Brasil e representado em antologias em Espanha, Itália e Brasil, para além de Portugal. Jornalista de origem, trabalhou na imprensa, na televisão e na rádio, como repórter, editor, autor de conteúdos e apresentador. Hoje, dedica-se sobretudo à crónica e ao comentário, que desenvolve a par da escrita de ficção. O seu novo romance, “Os Sítios Sem Resposta”, sai em Abril de 2012, com chancela da Porto Editora. (saber mais)
pesquisar neste blog
 
arquivos
livros de ficção

"Os Sítios Sem Resposta",
ROMANCE,
Porto Editora,
2012
Saber mais


"O Citroën Que Escrevia
Novelas Mexicanas",
CONTOS,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui


"O Terceiro Servo"
ROMANCE,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui
outros livros

Bíblia do Golfe
DIVULGAÇÃO,
Prime Books
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Banda Sonora Para
Um Regresso a Casa
CRÓNICAS,
Porto Editora,
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Crónica de Ouro
do Futebol Português",
OBRA COLECTIVA,
Círculo de Leitores,
2008
Saber mais
Comprar aqui


"Todos Nascemos Benfiquistas
(Mas Depois Alguns Crescem)",
CRÓNICAS,
Esfera dos Livros,
2007
Saber mais
Comprar aqui


"José Mourinho, O Vencedor",
BIOGRAFIA,
Publicações Dom Quixote,
2004
Saber mais
Comprar aqui


"Al-Jazeera, Meu Amor",
CRÓNICAS,
Editorial Prefácio
2003
Saber mais
Comprar aqui