Quinta-feira, 8 de Abril de 2010
publicado por JN em 8/4/10



O que neste momento se sabe sobre The Bruno Nogueira’s Show, o programa com que a partir de dia 18 a RTP1 espera recuperar o terreno perdido aos domingos à noite, é pouco mais do aquilo que o nome indica: que é um programa de Bruno Nogueira. Na verdade, isso é, em si, uma boa notícia: entre os actores da sua geração, Nogueira foi um dos que mais rapidamente se autonomizaram como personagem – e, não podendo ter Ricardo Araújo Pereira, dificilmente o canal público conseguiria melhor solução para servir de contraponto a Herman José, que no dia 17 passa a ser o anfitrião do canal aos sábados.


E, no entanto, é fundamental perceber que Bruno Nogueira foi sempre muito mais um actor do que um autor. Que, portanto, precisa de textos. Que, aliás, precisa de bons textos, porque o público português já aprendeu a ser exigente nos domínios do humor (vide o flop de Notícias Em 2ª Mão). E que, de resto, esses textos não têm apenas de ser bons, mas persistentemente bons, ao contrário do que acontece, por exemplo, com a rubrica Tubo de Ensaio, apresentada pelo próprio Bruno Nogueira na TSF, e na qual o actor se limita às vezes (às vezes, note-se) a passar uma canção ultra-brejeira, quase sem comentários, no pressuposto de que essa simples canção já será humor suficiente (ela e a espirituosidade de encontrá-la).


Já aqui falámos na insistência dos criativos portugueses na fórmula do nonsense, que vai passando de moda. E o mais provável é que o humor nacional esteja efectivamente a precisar de um novo fôlego, de um novo caminho. Se será Bruno Nogueira a encontrá-lo, não sei. Mas seria interessante se, pelo menos, não se limitasse agora a fazer o mesmo de sempre.


CRÓNICA DE TV ("Crónica TV"). Diário de Notícias, 8 de Abril de 2010

Joel Neto


Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e vive entre o coração de Lisboa e a freguesia rural da Terra Chã, na ilha Terceira. Publicou, entre outros, “O Terceiro Servo” (romance, 2000), “O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas” (contos, 2002) e “Banda Sonora Para Um Regresso a Casa” (crónicas, 2011). Está traduzido em Inglaterra e na Polónia, editado no Brasil e representado em antologias em Espanha, Itália e Brasil, para além de Portugal. Jornalista de origem, trabalhou na imprensa, na televisão e na rádio, como repórter, editor, autor de conteúdos e apresentador. Hoje, dedica-se sobretudo à crónica e ao comentário, que desenvolve a par da escrita de ficção. O seu novo romance, “Os Sítios Sem Resposta”, sai em Abril de 2012, com chancela da Porto Editora. (saber mais)
pesquisar neste blog
 
arquivos
livros de ficção

"Os Sítios Sem Resposta",
ROMANCE,
Porto Editora,
2012
Saber mais


"O Citroën Que Escrevia
Novelas Mexicanas",
CONTOS,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui


"O Terceiro Servo"
ROMANCE,
Editorial Presença,
2002
Saber mais
Comprar aqui
outros livros

Bíblia do Golfe
DIVULGAÇÃO,
Prime Books
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Banda Sonora Para
Um Regresso a Casa
CRÓNICAS,
Porto Editora,
2011
Saber mais
Comprar aqui


"Crónica de Ouro
do Futebol Português",
OBRA COLECTIVA,
Círculo de Leitores,
2008
Saber mais
Comprar aqui


"Todos Nascemos Benfiquistas
(Mas Depois Alguns Crescem)",
CRÓNICAS,
Esfera dos Livros,
2007
Saber mais
Comprar aqui


"José Mourinho, O Vencedor",
BIOGRAFIA,
Publicações Dom Quixote,
2004
Saber mais
Comprar aqui


"Al-Jazeera, Meu Amor",
CRÓNICAS,
Editorial Prefácio
2003
Saber mais
Comprar aqui